ÁREA DO ASSOCIADO

Apesar de maior demanda, preços do etanol caem na safra 2023/24

Apesar da maior demanda nos últimos meses, os preços médios dos etanóis hidratado e anidro na safra 2023/24 – encerrada oficialmente no final de março – caíram em relação a temporadas anteriores, em termos reais (deflacionamento pelo IGP-M de março).

Cálculos realizados pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) da Esalq/USP mostram que, de abril de 2023 a março de 2024, o Indicador Cepea/Esalq do hidratado teve média de R$ 2,2397 por litro, quedas de 17,5% em relação à temporada anterior (2022/23) e de expressivos 30% frente à de 2021/22. Para o anidro (modalidade spot e contratos), a média foi de R$ 2,5630 por litro, recuos de 17,2% e de quase 30% em iguais comparativos.

Em termos de volume vendido pelas usinas do estado de São Paulo, o total de etanol hidratado comercializado de abril de 2023 a março de 2024 cresceu 24% frente ao da temporada anterior.

Os meses de janeiro e março deste ano foram os mais representativos em vendas da safra 2023/24, impulsionadas pela boa vantagem competitiva do biocombustível nas bombas.

Açúcar

Os preços médios do açúcar cristal branco praticados no spot do estado de São Paulo mantiveram-se firmes na última semana oficial da entressafra 2023/24, em torno dos R$ 145 a saca de 50 quilos. Segundo pesquisadores do Cepea, a baixa oferta continuou sendo o principal fator de suporte. Pelo lado da demanda, houve maior interesse por parte dos empacotadores nas compras à vista.

No mercado internacional, o preço do açúcar demerara alcançou na última semana o maior patamar desde o final de fevereiro, na Bolsa de Nova York (ICE Futures). Dúvidas a respeito da oferta na próxima safra e o avanço nas cotações externas do petróleo podem ter influenciado a alta.

Autor/Veículo: Globo Rural